segunda-feira, fevereiro 21, 2011

.:REMÉDIOS PARA EMAGRECER:.

Como falei para vocês, a matéria de capa da Revista Veja dessa semana é sobre a proibição dos remédios para emagrecer. Eu ainda não comprei a revista, mas vou comprar hoje, quando estiver indo pra casa CAMINHANDO! - deixei o carro em casa... uau!


 
Embora ainda não tenha lido a reportagem, a capa deixa claro que a Veja está se posicionando contra a proibição. Qual será o interesse da revista em levantar essa bandeira? Sinceramente, não sei, mas desconfio que seja algo comercial, afinal no ano de 2009, foram vendidas 67.500 toneladas de sibutramina! Algumas delas para mim...

Enfim, achei um site muito legal (Wordpress) que fala sobre a polêmica e até escrevi minha opinião por lá.

Acompanhe um trecho do texto:

Anvisa quer banir drogas para emagrecimento

Foco são substâncias que atuam no sistema nervoso central

Em 2009, foram vendidas no Brasil 67.500 toneladas de sibutramina. Nos países da União Europeia a venda da droga já é proibida desde 2010

O reinado dos remédios emagrecedores está por um fio. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) quer banir a comercialização de todas as drogas usadas para emagrecer que atuam no sistema nervoso central: a sibutramina e os derivados de anfetamina (femproporex, dietilpropiona e mazindol). A única droga para o tratamento da obesidade cuja venda deverá continuar liberada é o orlistate (Xenical), que atua diretamente no intestino, reduzindo em cerca de 30% a absorção de gordura.

Desde o ano passado, a Anvisa vem impondo novas regras que endureceram os critérios de venda da sibutramina. Estudos indicam que o consumo dessa substância aumenta o risco de problemas cardíacos. Ela deixou de ser vendida como medicamento comum e passou a integrar a categoria dos anorexígenos, remédios que exigem receita especial.

Leia a matéria na integra aqui.

6 comentários:

cris disse...

oih rapha!!
ainda naum li tambem naum, mas axuh ke o fato de proibir talvez pior, pois por exemplo no caso de muita gente saum medicos kem indica, nas doses certas pra cada caso, ja se ouver a proibiçao a unika forma que as pessoas ke ainda acreditam ke tomar remedios seja a unika forma de emagrecer, será comprar de forma ilegal, de pessos ilegais, e tomando sem kontrole, vaih ser igual o crak e outras drogas, naum se tem permiçao e mesmo assim tah no meio das pessoas e kem tem interesse em algo vai até "o inferno' se preciso for para buscar... axu ki a opiniao da revista seja essa, ja ke vaum komprar mesmo, ke pelo menos naum seja na base do contrabandu, ke pelo menos se tenha um pouko de controle e se arecade impostos...
bjokas...

Nanda disse...

Oi!!!
Estou curiosa sobre a matéria tbém...
Vou comprar a revista na hora do almoço!
Boa segunda-feira!!!

Talita Oliveira disse...

Eu comecei a ler ontem na revista, foi rapidinho, godelando a do supermercado enquanto estava na fila hahaha e assim... a gente sabe que tudo tem dois lados e talz, mais a Veja, no início da reportagem se coloca mesmo bastante desfavorável a proibição, não sei se no final vão colocar algo sobre os efeitos colaterais da sibutramina pra poder pesar neh? e comparar? Pq sinceramente, o início achei extremamente tendencioso e colocando a ANVISA como a "vilã dos obesos, coitados, que preeeecisaaam tomar o remédio e bla bla bla". Sei não, já não gosto muito da Veja hahahha

Bjs

Marister disse...

Bom dia, Rapha!
Tudo bem querida?

Quanto aos anorexígenos... acredito que existem os 2 lados. Porem não sou a favor do consumo.

Bom, ví uma matéria interessante
"8 lanches de fast foods que não pesam no bolso e nem na balança", mesmo quando estivermos no shopping podemos comer algo magro!

Link:
http://www.minhavida.com.br/conteudo/10705-8--lanches-de-fast-foods-que-nao-pesam-no-bolso-e-nem-na-balanca.htm?ordem=4

Bjinhus querida

Nathália disse...

Eu assino a Veja mas justo nessa semana ela não veio ¬¬ Daqui a pouco ela chega, de certo. Mas é uma polêmica mesmo, e eu acredito que a Veja tenha muita influência do mercado econômico e tals, mas é bom dar uma lida para saber quais são os argumentos dela.
Enfim, assim por cima sou contra remédios para emagrecer, pois acredito que a pessoa consegue com força e determinação. Mas também podem existir casos que ele seja necessário, será? Eu não entendo direito, por isso não levanto uma posiçao. Mas acho que vou ler mais sobre isso para formular uma opinião, pois tenho muita curiosidade sobre isso.

Beeeijo

AGORA VAI, COM CERTEZA VAI ...... disse...

Oie Miga,

Tb vou comprar a revista, depois comento aqui ..........

Beijus Paty ........