sexta-feira, janeiro 03, 2014

.:DEZ ANOS DEPOIS E EU AINDA ESPERO PELO MILAGRE:.

Em 2014, completarei 10 anos de redução de estômago.

Como já contei anteriormente aqui no blog, operei no dia do meu aniversário de 22 anos. Acreditava que esse era o maior presente que poderia me dar e, de certa forma, foi mesmo. Consegui realizar muitos sonhos depois de emagrecer quase 35 quilos. Fui dos 104kg aos 69,5kg em um ano.

Ano Novo de 2005/2006. Com uns 70kg.
Realizei sonhos simples, como cruzar as pernas, comprar roupas tamanho M, usar vestido sem parecer uma capa de botijão de gás.

Além de realizar o maior sonho de todos: encontrar um amor e ser feliz. Mais sobre a nossa história que tem TUDO a ver com a redução do estômago, aqui!


Mas nem tudo são flores e eu me pergunto: 10 ANOS DEPOIS: POR QUE AINDA ESTOU GORDA?

Tudo bem, não é mais uma gordura mórbida. Devo estar com algo em torno de 80kg, mas mesmo assim é muito para uma pessoa que tem apenas 1,60cm (como diz meu pai: usando uma régua beeeeeeeeeeeeem puxada).

Quando eu decidi fazer a cirurgia bariátrica, eu acreditava que seria uma solução definitiva para meu problema com os quilinhos a mais. Todo mundo pensa assim, né? "Chega de dietas. Vou operar logo e ficar magra.".

E algumas pessoas ficam mesmo. Meu pai é operado do estômago há nove anos e continua magro. Minha madrinha operou há três anos e também está magrinha, magrinha.
Meu pai e minha madrinha: magrelos.
Por que para algumas pessoas a cirurgia dá certo e para outras dá um pouco menos certo? [Não usarei o termo errado porque seria equivocado. O que não deu certo não foi o procedimento em si, mas o que veio depois dele.]

Eu tenho muitas teorias sobre o porquê da minha cirurgia não ter sido de fato algo definitivo. Por isso, preciso pensar sobre todas elas e vou fazer isso escrevendo no blog. Queria a opinião sincera de todos que passam por aqui (pode ser pelo Facebook também) para que eu possa fazer uma avaliação verdadeira sobre os motivos do meu (in)sucesso.

A primeira coisa que eu pensei em relação a isso é: apesar de emagrecer bastante, a cirurgia não conseguiu vencer a minha dificuldade em adquirir bons hábitos alimentares. Aprendi a comer menos, mas não a comer melhor. O blog me ajudou a buscar os bons hábitos, mas só isso não é suficiente.

O que mais eu poderia fazer?


[queridos visitantes operados do estômago, contem pra mim como é a vida de vocês em relação a isso!]

4 comentários:

Desabafo.com disse...

é amiga pelas experiencias de pessoas que fizeram a cirurgia que acompanho o resultado depende realmente de cada um tem que mudar de vida de habitos e tal mesmo .... não adianta nossa tendencia a estar gordinha ta no sangue eu vejo bem isto em mim ja cortei qse tudo que faz mau e ainda to gorda ... é muito dificil nossa fiz uma lipo achando que ia emagrecer que nada da lipo só foram eliminados 3 quilos e depois se não se cuidar eles voltam no mesmo mês tive que qse passar fome para não voltar e ainda tenho que pesar todo dia para controlar ... ainda sim emagrecer nada ! tenho 160 para 72 quilos ainda tenho IMC de sobrepeso mas vamos lá cada ação tem uma reação então vamos agir. obrigada por ir no blog beijos ke

Vivian Roth disse...

Voce pratica atividades físicas? Acho muito díficil viver a base de dietas! Eu sempre consigo emagrecer e volto a engordar,talvez nao tanto pela alimentacao, e sim por nao praticar nenhuma atividade fisica.Meu metabolismo para e nao tem como manter meu peso. Só de pensar engordo.Eu nao gosto de me exercitar, mas sei que para mim é a unica forma de me manter magra.

Denise Terra disse...

E seu marido, como é a relação dele com a balança pós-cirurgia?
Conheço outras pessoas que operaram - emagreceram - voltaram a engordar, igual a você... Assim como não operados (eu).
Ou seja, mudança de hábitos define. Prática de exercícios para manter também. Não está faltando isso no seu dia a dia?

Eu tenho a mesma altura que a sua (da régua puxada), cheguei a uns 90 e tantos kilos, emagreci e engordei diversas vezes, mas hoje me encontro empacata nos 73kg com margem de erro de 3 kilos pra mais ou para menos. kk

É um processo.. que as vezes demora, consome, e sim.. leva mais de 10 anos.. leva a vida toda :}

meu blog é: www.boasescolhasbyde.blogspot.com caso queira me visitar.
Bjs!

Flávia Claro disse...

Refri é difícil de cortar de vez né, mas diminuindo já está de bom tamanho hehe.
Seu pequeno já tem quase um ano e meio, nossa como o tempo voa, ainda lembro quando vc disse aqui no blog que estava grávida :)
Sabe que eu mudei muito a minha alimentação depois que tive meu filho, pra dar exemplo mesmo sabe, comecei a comer salada e comer frutas para mostrar a ele.
Você está agindo MUITO bem com o seu pequeno, oferecendo tudo de saudavel, e ele vai ter uma boa alimentação por toda a vida, parabéns