quinta-feira, janeiro 20, 2011

.:UMA BREVE INTRODUÇÃO SOBRE A LUTA:.

Todo começo de blog é a mesma coisa: "senta que lá vem história...". Claro que o meu não vai ser diferente.
Aliás, nem poderia porque sou como milhares de mulheres que vivem diariamente uma luta contra a balança. Na verdade, minha inimiga não é bem a balança. Sou eu mesma, o que dificulta bastante as coisas...

Enfim... Estou chegando aos 30 anos (isso ainda não está me preocupando) e posso dizer que durante esse tempo de vida já tentei de tudo para emagrecer. Eu sei, você pode estar pensando: (1) eu também já tentei de tudo! ou (2) toda gorda diz isso... Nem preciso dizer que se você pensou o que está escrito no (2), você deve ser magrinha (#que inveja!). Mas na verdade, eu já tentei de tudo mesmo. Já frequentei academia, fui a endócrino, tomei remédios, fiz dieta com auxílio de médicos e nutricionistas, tentei fazer a dieta da sopa (desmaiei no primeiro dia! um miiiiiico enorme.), frequentei os vigilantes do peso e até mesmo, pasmem, reduzi o estômago. Ok! Ok! Não posso deixar de dizer que a redução de estômago ajudou muito. Mas o fato é que, depois de 6 anos de operada, ainda estou com IMC de obesidade grau I. Puxa vida! Isso acaba com qualquer uma.

Atualmente, não estou tentando mais nada mirabolante. Estou simplesmente pensando em ser mais saudável e, claro, perder alguns quilinhos. Antes das festas de final do ano, começamos, meu marido e eu, a nos reeducar. Seguimos algumas dicas de uma nutricionista maravilhosa, amiga nossa. As dicas surtiram efeitos e perdemos peso. Mas chegou o Natal, o Ano Novo, as nossas férias e enfiamos o pé na jaca de novo! Um caos.

Agora, voltamos para a casa e nos comprometemos em voltar a nossa reeducação.
Começamos hoje com as compras no supermercado. Tudo light, diet, zero. Arroz e macarrão integral. Iogurte natural. Flan para matar a vontade de doces. Legumes. As frutas ficaram para amanhã.

Precisamos fazer exercícios também. Até compramos uma bola de basquete durante nossa viagem de férias para jogar aqui no prédio. Mas ainda não nos apresentamos na quadra.

Afinal, ser gordinha é isso: só de pensar em perder caloria, já dá uma preguiça...

Nenhum comentário: