segunda-feira, fevereiro 03, 2014

.:SER (GORDA) OU NÃO SER, EIS A QUESTÃO:.

Tem questão mais existencial para nós do que esta posta acima?

Tenho percorrido inúmeros blogs de Gordinhas e percebi que o problema de aceitar nossas gordurinhas é bastante controverso.

Por um lado, vemos o seguimento Plus Size ganhando cada dia mais espaços. Gordinhas e Gordinhos invadiram as passarelas, as lojas especializadas e já fomos somos classificados como "Classe GG" pela Revista Época. (Não que isso seja bom, mas enfim...) Estar acima do peso não deveria mais ser uma barreira.


Vai dizer que você nunca pensou em mandar todas aquelas tias que enchem seu saco por causa dos seus quilinhos excedentes às favas?

Ou que você nunca acordou se sentindo linda mesmo com seu corpitho roliço, cheio de curvas?

Ou que você já cansou de fazer dieta, regime, promessas, planos infalíveis, etc?

Assumir nosso corpo como ele é seria tão tão tão lindo.

Entretanto, aqui estamos todas nós querendo perder uns quilinhos, vestir uma roupa sem se importar que ela está agarrada demais, andar pela rua sem ser ponto de referência, pagar preços justos pelas roupas, ter mais disposição, não viver pensando em comida...

Eu não minto. Quero perder peso porque quando me olho no espelho vejo alguém que eu não sou. Não sei se você entende isso. Eu me pergunto se outras pessoas se sentem assim...

Admiro quem se sente bela, leve e feliz com o seu corpo, independente da forma.

Mas esse ainda não é o meu caso.

Ainda.

4 comentários:

Jack disse...

Antes de tomar vergonha na cara e voltar com a RA eu tinha essa viagem que me amava do jeito que sou e tals, mas na hora de tirar fotos, comprar roupas, sair de casa, vc percebe que nao é tao fácil assim.
Hoje assumo que nao gosto do meu corpo e quero mudar isso. Mas tbm adimiro quem assume as curvas sem medo de ser feliz ;)
Boa semana
Beijos

Anônimo disse...

Ser feliz e ter o peso ideal é tudo muito relativo. Também gostava de me sentir bem no meu corpo. Mas a verdade é que não sinto e não tem nada a haver com o peso, porque segundo as tabelas tenho o peso ideal. Mas sinto-me gorda. Por isso o que está mal é a cabeça e não o corpo. Espero que você encontre o seu equilibrio, porque eu estou longe de o fazer.

Bjs

Sandra / Portugal

Anônimo disse...

Oi Rapha! Descobri seu blog semana passada e adorei pois li ele todiiiiinho e me vi na maioria dos seus posts, dos seus questionamentos, da sua luta! Eu sou umq gordinha que passou por todas as dietas, academias, centros de estetica, só não fiz a bariátrica! No entanto continuo gordinha, em R.A. a tres anos tentando ser mais leve e saudável. Assim como vc ouço muitos comentários desnecessários do tipo " voce vive de dieta e continua gordinha". No entanto sigo em frente, pois abandonar a R.A. de vez seria abandonar a mim mesma....
Porém hoje em dia, ainda com todas as minhas curvas eu posso dizer que me amo como sou. Me visto, me arrumo, maquio, perfumo...
Se eu quero emagrecer? Sim! Quero me sentir
melhor, ter mais disposição, me acho mais bonita mais magra. Mas não quero deixar de ser feliz enquanto nao emagreço!
Adorei seu blog, minha visita será frequente!
Beijinhos!!!

Anônimo disse...

Ah! Não tenho blog, mas sou
Camila de Oliveira
Beijosssss