segunda-feira, dezembro 26, 2011

.:ERA UMA VEZ O NATAL:.

Saldo anual: 7kg a menos e uma carinha de bolacha
Trakinas que não sai de mim!
Pois é, gente, já acabou.

Tantos preparativos, tanta ansiedade, correria e num piscar de olhos, o Natal passou.

Apesar de toda a loucura, stress e gastos a mais, eu adoro o Natal. E olha que não gosto por causa da comilança, não. Juro! Não sou muito chegada nas carnes servidas, nem nos pratos natalinos com nozes, damascos e frutas secas.

Gosto de Natal pelo simples fato de curtir esse momento ao lado de quem a gente mais ama.

Este ano, passamos a ceia de Natal com meus pais, irmãos, primos, tios e tias avós e o almoço de Natal com a família do meu marido. Foi muito bom! Uma festa recheada de risos, momentos inesquecíveis e muita união. Ah! Também tiveram alguns presentes, mas isso é só um detalhe, certo?
Salada que eu fiz para o almoço de Natal.
Peguei a receita no Panelaterapia (adoro esse blog).

Como eu disse, eu não sou muito fã das comidas servidas nessas ocasiões, por isso, passei o Natal praticamente ilesa de jacadas. A única problematica foram os docinhos. Tinha muuuuuuuuuuita oferta na chácara onde eu estava. Uma das minhas tias levou um pote de bala de coco caseira (daquelas que derretem na boca). Eu adooooro essas balas! Foi difícil resistir. Em contrapartida não fiquei beliscando, evitei frituras, não comi em excesso e bebi muuuuuuuuuuuita água.

Apesar do saldo aparentemente positivo, não segui a dieta da médica (mais uma vez). Na minha consulta de janeiro vou conversar com ela porque não tá rolando mesmo! Eu tenho um problema sério: não consigo fazer nada que me obriguem. Infelizmente, sou uma menina mimada e só consigo fazer o que quero...

Ah! Mas vamos deixar os defeitos de lado só por hoje, afinal, é Natal!

O que? O Natal acabou ontem? Como assim? Mas já?

Então tá bom! Primeiro desejo para 2012:

- Parar de ser uma Gordinha tão mimada...
[Só basta eu querer...]

domingo, dezembro 18, 2011

.:A VIDA É FEITA DE CALORIAS?:.

Gordinha que é Gordinha mesmo, quando tem um aniversário - de qualquer formato, tipo e em qualquer lugar - sempre pensa no que terá de BOM pra comer.

Sábado tivemos o aniversário da nossa afilhada, que chamamos carinhosamente de Gordinha, mas é magrinha. Ela completou 4 anos e a festa aconteceu num buffet infantil.

Acordei tensa pensando no aniversário, estava bem ansiosa porque a dieta da médica não me deixou muita escolha para esses dias de festa. O jeito era tentar priorizar tudo que tivesse carne no meio.

Começamos com os canapés e as entradas. Comi um mini sanduíche natural (com presunto), barquinha de atum, dois lanchinhos de carne louca e alguns mini pastéizinhos de vento porque ninguém é de ferro! Como o aniversário aconteceu na hora do almoço, também foi servido duas massas, carne e salada. Eu comi um pouco de macarrão, salada e peguei a carne. Então, eu peguei a carne, coloquei no prato, comi uns pedacinhos, mas... Pois é, ela ficou rodando, rodando e acabou sobrando.

Ai, gente! Lembra quando eu escrevi o post sobre A melhor dieta do mundo? Falei justamente sobre a dificuldade de fazer dietas muito restritivas. O problema é que eu NÃO TENHO OPÇÃO. A dieta não tem prazo para terminar e tem apenas um objetivo: SAÚDE. Claro, que se seguir direitinho o que ela pediu, ainda perco uns quilinhos. O que não seria nada ruim, vamos combinar!

Preciso me adaptar.  
Antes e Durante. Aniversário da Mari em 2010 e agora em 2011
(relembrando meus dias de Minnie)
No domingo, fomos almoçar com a nossa vó na Pizza Hut (quase 80 aninhos, mas ela sabe o que é bom!). Eles foram de pizza e eu pedi um Polpettone com salada (dessa vez, a salada sobrou). Depois, fomos ao shopping e nos rendemos a uma deliciosa tentação: Nhá Benta (deveria ser proibida por lei).
 Enfim, um final de semana nada light, mas com muitos momentos bons para serem guardados para sempre.

Ainda bem que a vida é feita de momentos e não das calorias que não devíamos ter consumido...

quinta-feira, dezembro 15, 2011

.:TÁ DIFÍCIL:.

Eu juro que estou tentando, mas a dieta que a médica da redução do estômago passou é super complicada.

Ou complicada sou eu, não sei...

Estou enfrentando muitas dificuldades. Entre elas:

- Não consigo comer ovo no café da manhã por uma razão ridícula prática: me recuso a sujar mais louça de manhã. (Em casa, temos o combinado de sujou-lavou. Então, não posso deixar pra mais tarde.) E tem outro detalhe também: pra mim, ovo não combina com café-da-manhã.

- Estou comendo o máximo de proteína possível e dando preferência a carne vermelha, entretanto, é difícil comer só carne+sopa no almoço e no jantar Ainda mais que eu passei o ano aprendendo a preparar pratos coloridos, com vários grupos de alimentos, etc e tal.

- Não estou conseguindo fazer a ceia (isso sim é um MILAGRE). Eu fico completamente satisfeita porque como muita proteína e não como mais nada depois do jantar. E nem por isso, estou acordando com fome.

- E tem o problema do leite:  simplesmente não me desce! Como queijo branco, tomo iogurte (empurrado! porque não gosto muito), substituo a margarina pelo requeijão. Mas o LEITE... Affe não rola de jeito nenhum.


Resumindo em uma frase: A dieta está sendo um fracasso.


Mas eu continuarei tentando por uma simples razão: minha médica me obrigou.

E, claro, também continuarei tentando porque sou brasileira, futura-ex-gordinha-sem-anemia e não desisto ja-mé!

domingo, dezembro 11, 2011

.:QUEM MANDOU QUERER SER SAUDÁVEL:.

Tentei enrolar bastante com esse assunto, mas chegou a hora de falar sobre ele.

Na última quarta-feira, quando passei em consulta com a médica que faz meu acompanhamento pós-gastroplastia, saí de lá com uma listinha de vitaminas + pedido de exames + uma dieta rica em proteína.

Pois é, eu tinha comentado das vitaminas e do pedido de exame, mas da dieta...

Fiz isso porque eu queria começar primeiro a fazê-la para depois comentar sobre ela.
 
Como eu havia dito, em nenhuma das consultas, a médica demonstrou preocupação com o aumento de peso, mesmo eu estando com sobrepeso. Creio que para ela a questão da balança seja secundária. Se você está engordando é porque não come direito e se você não come direito, vai ficar com falta de vitaminas (e gordinha).

Por isso, ela me passou uma dieta que vai aumentar consideravelmente minha ingestão de ferro.

Comendo mais alimentos ricos em proteína, vou ingerir menos carboidratos e, consequentemente, emagrecer.

Segue a dieta que não gostei está sendo fácil de seguir.

CAFÉ
- café com leite ou vitamina de fruta
- omelete ou ovo quente com torrada

COLAÇÃO
- bater um iogurte desnatado com fruta (ou Corpus ou Molico) ou leite desnatado, adicionar duas colheres de sopa de aveia ou farelo de trigo
- uma fatia de queijo branco com uma torrada

ALMOÇO
- 200ml de sopa de carne com legumes batida no liquidificador
- 4 a 8 colheres de sopa de carne moída com uma colher de sopa de legumes ou verdura

LANCHE
- um copo de vitamina de fruta ou leite
- queijo branco com torradas ou misto quente ou pizza ou quibe ou coxinha ou pastel de carne ou 4 rolinhos de presunto magro e queijo

JANTAR
- igual ao almoço

(Tomar a sopa primeiro. Pode trocar a carne moída por: lagarto cozido, bife de mignon, rabada, costela, 3 filés de peixe ou coxa e sobre-coxa de frango. DAR PREFERÊNCIA A CARNE VERMELHA POR CAUSA DO FERRO.)

CEIA
- igual a colação ou uma banana amassada com duas colheres de sopa de aveia


Maiores dificuldades: (com certeza não é na parte da coxinha!!)
- abandonar meu café puro de manhã.
- tomar leite (não gosto)
- comer apenas UMA colher de legumes para acompanhar a carne no almoço/jantar
- praticamente não tem fruta na dieta.

A tal da sopa de carne batida com legumes eu já fiz e estou tomando, parece papinha de bebê.

Consegui comer bastante carne no final de semana. Menos no domingo a noite (rolou uma pizza). Por enquanto o saldo é positivo, porém, entretanto, contudo, todavia, tenho a impressão que não vai ser nada simples seguir a dieta a risca...

Quarta-feira eu tenho retorno e vou perguntar como eu posso substituir alguns itens para não enjoar.


[Gordinha é uma coisa! Mal começa a dieta e já tá enjoada dos alimentos...]

quinta-feira, dezembro 08, 2011

.:PRA MORDER A LÍNGUA:.

Tenho uma leve impressão que a minha médica, Dra. Simpatia, leu meu blog ontem....

Ela me recebeu com um sorriso radiante e foi super simpática durante a consulta.

O único detalhe é que saí de lá com uma lista de vitaminas para tomar. Lista mesmo, com direito a sete itens mais uma injeção de B-12 por mês. Assim, uma delícia!

Além das vitaminas, ela solicitou exames de sangue e urina e agendou meu retorno para quarta-feira que vem.

Sempre gostei muito de passar em consulta no Instituto Garrido porque a sala de espera é uma coisa incrível! Você encontra gente de todos os tipos: quem quer operar, quem já operou e está na dieta líquida, quem já operou a anos e voltou há engordar um pouquinho (como eu).
Sala de espera do Instituto Garrido.
As cadeiras são deliciosamente grandes.
É super legal a troca. O pessoal que está lá pela primeira vez sempre tem um milhão de dúvidas para tirar e a conversa com pessoas que já operaram é muito importante.

Dessa vez, conheci três mulheres que estavam passando em consulta pela primeira vez. Duas delas eram obesas mórbidas, mas a outra não. Todas saíram de lá com uma lista de exames a serem feitos. A mulher que não chegava a ser obesa mórbida saiu da consulta reclamando, dizendo que ia precisar engordar ou provar alguma doença associada a obesidade. Ela foi bem direta:
- Se eu continuar gorda, eu morro. Já estou depressiva. Não aguento mais viver assim...

Falei pra ela que a redução do estômago era um trampolim. Te joga lá no alto, te dá um super empurrão, mas não é um MILAGRE. Você precisa aprender a voar pra não cair e, no nosso caso, aprender a voar é  aprender a COMER.

Tentei convencê-la de que era importante se amar independente da forma física. Falei que era preciso entender que ela vai operar o estômago, mas a cabeça vai continuar de Gordinha (veja só o meu caso).

Sinceramente, acho que não adiantou nada.

Infelizmente (ou não), a gente não aprende com a experiência dos outros.

quarta-feira, dezembro 07, 2011

.:EU TENHO MEDO DA MÉDICA:.

O espaço em branco da página "Nova postagem" do blog já estava me irritando. Precisava escrever alguma coisa. Como uma gordinha tão espalhafatosa pode sumir assim, nessa facilidade?

Realmente, só tem uma desculpa explicação: é tudo culpa do mês.

Dezembro é tempo de finalização. Só nessa semana tive ou ainda terei (1) lançamento do livro dos meus alunos, (2) colação de grau da oitava série, (3) reunião de pais na escola que trabalho de manhã, (4) reunião de pais na escola que trabalho a tarde...

Ah! E ainda tenho consulta hoje com a minha médica da redução do estômago.


Final da adolescência.
Antes da redução do estômago.

Aliás, a consulta promete ser UM TERROR. A médica que me acompanha é uma FERA. Sério mesmo, nunca vi nenhum sorriso saindo da boca dela e olha que eu sou meio palhaça [tá, agora me achei a última bolacha Trakinas do pacote...].

Se bem que de vez em quando é bom levar uma bronquinha.

Por exemplo, como vocês devem saber, quem faz a gastroplastia tem que passar por consultas semestrais com o clínico geral ou gastro. Consultas semestrais, se estiver tudo bem. Enfim, fiquei um tempo bem maior que esse sem dar a cara no consultório e quando finalmente tomei coragem de marcar uma consulta, tive que trocar de médica (a minha antiga não atendia mais no consultório).

Fui recebida assim:
- Nossa, faz tanto tempo que você não aparece aqui. Posso saber quem te deu ALTA?

No decorrer da consulta, a coisa foi piorando porque eu tive que contar que deixei de tomar as vitaminas e dei uma leve engordada (tipo assim uns 10kg!). Foi broncas & mais broncas. Ela me receitou várias doses de Noripurum e me deu trocentas vitaminas.

Na consulta seguinte, estava toda feliz. Eu disse a ela que havia emagrecido, que estava tomando as vitaminas, que o exame de sangue não acusava mais anemia... Sabe o que ela disse?
- E daí? Você não fez mais do que a obrigação.

Assim, uma simpatia de pessoa

Eu tenho tomado as vitaminas, mas o medo é tanto que nem sei pelo que esperar da consulta hoje. Prometo que depois volto para contar.

segunda-feira, dezembro 05, 2011

.:SÓ TENHO TEMPO PARA SER FELIZ:.




Preciso dizer algumas coisinhas:
  1. Estou viva, feliz e muito-bem-obrigada.
  2. Deixei de postar apenas por falta de tempo (final de ano: provas, correções, finalização de projeto, reunião de pais, 60 DVDs para gravar [pois é, costumo presentear os alunos com as fotos do ano...]
  3. Não engordei.
  4. Praticamente não emagreci.
  5. Estou com 71,6kg. Não vou chegar aos 70kg que queria até o Natal, mas mesmo assim acho que está ótimo!
  6. Tive um final de semana ma-ra-vi-lho-so! Comida chinesa, frutos do mar. Fui até numa Hamburgueria, mas sem nenhuma pisada na bola. [Milagre, gente! Puro milagre.]
  7. Essa semana, vai ser um caos (tenho duas reuniões importantes).
  8. Volto pra fazer um post decente quando sobrar cinco minutinhos e alguma inspiração. Vocês merecem.
Em Santos, com o Edgar, meu pai e a vó.
 

Status Burguer: com maridão, irmãos e cunhadas.
                                      
 

quinta-feira, dezembro 01, 2011

.:EXTRA-EXTRA: GORDINHA LOUCA ATACA NOVAMENTE:.

Você deve estar pensando "Cadê aquela Gordinha pilantra? Ela sumiu porque engordou..." ou "Cadê aquela Gordinha pilantra? Ela engordou porque sumiu...". [Caramba! Você já está me conhecendo bem...]

E eu nem sei qual dos dois pensamentos está mais certo porque realmente eu estou parecendo uma desentupidora de pia americana (sabe aquele trem que eles colocam no ralo da pia para triturar todo o resíduo... credo!).

Enfim, a época do ano não ajuda. Festas de encerramento se multiplicam por todo canto. É bolo disso, torta daquilo, coxinha (e eu sou Miss Coxinha), docinhos e quando vai se ver já fud*&^%$.

Mas estava aqui pensando com os meus pneuzinhos da pança: "Se eu continuar nesse ritmo, vou jogar fora tuuuuudo que eu conquistei.".

Ah, não, não!

Então, Gordinha louca que reside na minha pessoa caia fora daqui IMEDIATAMENTE! Fui clara?


Será que eu ela me ouviu?


PS: E hoje tem outra aventura gastronômica: passeio da escola de dia inteirinho! Mas olha só: tô levando uma bolsa térmica com salada e frutas. Tá pensando o que? Sou farofeira, mas sou saudável. [Ah, tá...sei...]