sexta-feira, outubro 24, 2014

.::PARTIU::.

A casa vai ficando vazia. Ouço o barulho das caixas sendo fechadas com fita adesiva, das bolhas sendo estouradas no plástico bolha, do papel sendo rasgado para embalar as loucas. Sento no vaso para escrever, pois não resta mais cadeira, puff, branquinho ou sofá. 

Permito-me um mísero momento de reflexão. 

Esse apartamento tem tanta história.

Compramos quando ainda estávamos namorando. Loucura, né? Tínhamos um ano de namoro e começamos a olhar alguns empreendimentos, sem compromisso. (Olha só no que deu!)

Eu lembro da gente saindo para comemorar a compra do apartamento e o Edgar com aquela cara de "Meu Deus, como a gente vai pagar por isso?". E eu, na maior tranqüilidade. 

Aqui, montamos tudo aos poucos, do nosso jeitinho. Fizemos sanca não gostamos e demolimos. Pedimos três quartos, derrubamos paredes e ficamos com dois. Escolhemos o piso, as cubas do banheiro, a cor da parede, os móveis. Planejamos, executamos e aproveitamos tudo muito bem. 

Levamos anos para comprar uma televisão do jeito que sonhávamos. Demoramos anos para colocar as persianas e até hoje o banheiro não tem os "spots" da maquiagem. 

Quando chegamos aqui, éramos dois: Raphaelle e Edgar. Nos tornamos um em 2010. 

Voltamos a ser três em 2012.

Nem tudo foram flores. Foi aqui que vivi minha depressão, que (emagreci e) engordei, que briguei pela primeira vez com o marido. 

Foi minha moradia, meu aconchego, meu lar doce lar durante cinco anos. Foi tudo muito intenso e bem vivido. 

A casa está tão vazia que ouço o eco dos meus pensamentos. 

- Apêzinho, adeus! Continue abrigando muitas outras histórias felizes. 

2 comentários:

Patrícia Rocha disse...

Gosto mmto do seu blog. Recentemente tive minha bb e engordei horrores, só nós mães sabemos como é difícil cuidarmos de nós.

Novas de Danone disse...

Adoro ler seus posts! Boa mudança