A redução do estômago

Hoje a cirurgia de redução do estômago é bastante conhecida. Quase todo mundo conhece alguém que já fez a cirurgia ou está esperando para fazê-la. Há 6 anos, quando decidi fazer a cirurgia, as coisas não eram assim. Existiam muitos mitos sobre a cirurgia e, por isso, demorei para tomar a decisão.

Para ser bem sincera, não tomei a iniciativa de reduzir o estômago sozinha. Na época, estava com 22 anos e tinha muito medo de qualquer coisa relacionada a medicina: desde injeções e exames de sangue, até qualquer tipo intervenção cirúrgica.

Além disso, tínhamos perdido um amigo (o melhor amigo, na verdade) do meu pai após ele ter reduzido o estômago. O Jô pesava por volta de 200kg e "ganhou" a cirurgia de um programa de TV. A verdade é que ele não queria operar, mas o fez. No pós-cirúrgico, é preciso ficar 30 dias sem comer. Ele não aguentou. Acabou comendo e precisou voltar ao hospital. Todos os pontos internos foram abertos e, após a 7ª parada cardíaca, ele não resistiu. Ele era tão querido. Faz muita falta pra nós...

Com esse quadro de medo e experiência de perder o amigo, quem decidiria reduzir seu próprio estômago? Eu que não! Sabendo disso e percebendo que cada dia estava mais gorda, meu pai me ligou um dia no serviço e falou:
- E você? Quando vai pensar em fazer a cirurgia? Marque um médico e eu vou com você. O que aconteceu com o Jô foi um acidente causado por ele mesmo. Tome coragem e faça algo por você.

Foi assim que eu marquei a consulta e fui com o meu pai conhecer o Instituto Garrido (amor a primeira vista, nem fui em outros médicos). Reduzi o estômago no dia do meu aniversário. Queria aproveitar a data para renascer e começar uma vida nova. Consegui! (Inclusive foi por causa da redução de estômago que conheci meu marido lindo. Leia nossa história aqui.)
Não me arrependo da minha decisão. Ainda mais que depois de mim, vi muitos familiares e amigos tomarem o mesmo caminho, inclusive meu pai.

Quando reduzi o estômago estava com 104kg. Um ano depois, cheguei aos 69kg, ou seja, eliminei 35kg. Sempre achei que tivesse perdido pouco, pois muitas pessoas fazem a cirurgia e perdem 50, 60 e até 70kg. Um dia me falaram para eu pensar que 35kg era a mesma coisa que 7 sacos de arroz de 5kg. Putz! Daí eu me toquei que era muita coisa e fiquei feliz. Muito feliz! Passaria por tudo de novo, se fosse preciso.

Estou resumindo um pouco a história porque se deixar eu escrevo um livro. Qualquer dia conto outros detalhes.

Hoje estou com 78kg. Cheguei a engordar 10 kg depois de chegar aos 69kg. Uma tristeza só! Por isso, estou decidida a mudar meus hábitos alimentares novamente, pois uma coisa eu tenho certeza: não quero mais voltar a ser obesa mórbida. (Só de escrever "obesa mórbida" já senti arrepios...)