Dois Gordinhos e uma história de amor

Quando fiz a gastroplastia há 6 anos e oito meses, procurei me informar sobre a tudo relacionado a cirurgia. Conversei com minha endocrinologista, li muitas coisas na internet (especialmente via orkut), conheci e conversei com pessoas que já haviam feito a cirurgia. Aliás, foi assim que conheci meu marido, que também é operado. 

Um dia, uma colega disse que haveria um encontro de pessoas operadas do estômago: o Encontrão! Resolvi acompanhá-la. Quando chegamos lá, ela me contou que gostaria que eu conhecesse um rapaz (que ela estava de olho) muito gatinho, simpático e legal (meu marido!).

Nos conhecemos naquele dia, trocamos MSN e conversamos muitas vezes antes da minha operação. No dia 13 de julho de 2002, meu aniversário, eu fui operada. Eu ainda estava no centro cirúrgico quando ele foi me ver. Minha mãe e minha avó, que não o conheciam (na época ele era apenas um amigo), apaixonaram-se por ele a primeira vista e saíram passeando com o Edgar pelo hospital, visitando os gordinhos operados do andar... Daquele em dia em diante, as duas passaram a repetir quase que em coro:
- Namora o Edgar! Namora o Edgar!

Só depois de (quase) um ano de operação é que ficamos juntos pela primeira vez e continuamos juntos há praticamente 6 anos! Não gosto de ficar fazendo propaganda do maridão, mas posso dizer que tirei a sorte grande. O Edgar é lindo, companheiro, amoroso, engraçado, adora minhas pururucas... Enfim, amo muito meu gordinho. Muito mesmo!

Novembro de 2010, antes de começar a R.A. padrinhos da Mari e do Fê.