segunda-feira, outubro 31, 2011

.:BLOG SOBRE EMAGRECIMENTO PRA QUE?:.

Hoje aconteceu uma coisa estranha. E tenho certeza que algumas de vocês já passaram por isso também.

Como fez muito frio aqui em Sampa, coloquei uma bota marrom, calça legging e uma blusa de lã comprida e justinha. O modelito alongou meu corpo e, por isso, me favoreceu.

Logo que cheguei no trabalho a tarde, encontrei uma colega que disse:
- Você está magra. É ,você está muito magra com essa roupa.

Eu abri o sorriso largo e respondi:
- Fala só assim: você está magra. Esquece a parte "com essa roupa", por favor.

E ri mais um pouco...

A pessoa ficou me olhando por um tempo sem dizer nada, mas depois completou:
- Posso te falar uma coisa? Muda o assunto do seu blog.
[Ela sabe que eu tenho um blog, mas não é leitora assídua.]

Eu pensei em responder tanta coisa, mas só disse:
- Não posso. Se mudar de assunto, não tem mais blog. É justamente para falar das minhas memórias sobre esse assunto que eu criei o blog.

- É, mas você pode falar de outras coisas...

- Posso, mas não quero. Sou bem resolvida. Não se preocupe.

Na verdade, tinha mais UM MILHÃO de coisas para argumentar, mas meus alunos me esperavam e, no trabalho, eles são minha prioridade.

No entanto, preciso desabafar e vou usar esse espaço para isso. Desculpem.

Gostaria de deixar claro que quando criei o blog, não tinha ideia da proporção que ele teria na minha vida. Eu já cheguei a comentar aqui que eu não imaginava que alguém fosse ler as coisas que eu escrevo, além da minha família. Ter mais de 300 seguidores é algo que eu nunca imaginei!

Queria ter um espaço para expor meus pensamentos e sentimentos sobre obesidade. Por que? Simplesmente porque eu sou gordinha.

E quem nunca foi gorda, desculpa a sinceridade, não sabe e NUNCA saberá como é passar por tudo que nós passamos. Ser reprovada com olhar em cada loja que entramos, em cada corredor do shopping, em cada festinha de família em que alguma tia diz na lata:
- Menina, como você está gorda.

Só quem já passou ou passa por isso é que sabe o tamanho da ferida.

As pessoas se acham no DIREITO de dizer que uma pessoa é gorda. Sempre tive vontade de responder:
- Sou gorda, mas não sou burra. Tenho espelho em casa e sei como ele funciona.

Será que as pessoas pensam que a gente não sabe que é gordinha?

Atualmente, eu lido muito melhor com essa questão. Dou risada quando ouço alguma besteira do tipo: bolo fofo, caricatura desproporcional, o comentário do guarda e outros tantos causos.

Abuso do meu senso de humor porque sei que sou mesmo gordinha e serei sempre. Posso emagrecer o corpo, mas sempre terei cabeça de gordinha.

Quero ser mais saudável, quero emagrecer mais, quero ter um corpo mais bonito. Mas, se a minha caminhada for lenta ou simplesmente eu estacionar onde estou, sei de uma coisa: EU ME AMO APESAR DE TUDO. Com todas as celulites, com todas as pintas no rosto, com a sombrancelha de taturana, com o meu jeito mandão e, até, com a minha chatice.

Então, pra resumir. Eu não vou trocar o assunto do blog. Eu não vou parar de falar sobre emagrecimento e gordices. O blog para mim foi uma ferramenta de tomada de consciência que nem mesmo a redução do estômago deu conta de fazer.

É aqui, onde me fortaleço.

domingo, outubro 30, 2011

.:PELAS BARBAS DO NOEL:.

[QUEM AVISA, AMIGO É : Esse post ficou enooooooooorme.]

Pra falar a verdade verdadeira, o final de semana foi um enorme fiasco.

A agenda estava cheia: sábado, festa no interior e domingo, aniversário. O resultado de tanta agitação foi péssimo: comi errado mais uma vez.

Estava lendo o blog da Talita e concordo com o puxão de orelha a dica dela. Estar em reeducação alimentar não é comer bonitinho a semana inteira e querer sofrer de amnésia toda segunda-feira [eu ando BEM assim].

Percebo que quando passo o final de semana na cidade onde moro, consigo comer super bem, mas quando eu viajo o negócio fica feio pro meu lado por vários motivos. (1) Normalmente, eu que cozinho. Tenho mania de ir provando do que eu estou fazendo. Aprendi no Vigilantes do Peso que isso não é legal, mas ainda não consigo deixar de fazer. (2) Praticamente só eu estou em reeducação alimentar, então o povo não se preocupa nem um pouco em evitar os doces, pelo contrário. Quando não tem doce pronto, pedem para eu fazer. (3) Fora de casa tem muita tentação e poucas opções inteligentes. Costumo levar de casa as frutas e pão integral. Dessa vez não foi diferente. O pão eu comi, mas as frutas foram apenas passear...

Por essas e outras razões, a festa de sábado foi terrível para mim (no quesito alimentar).
Aniversário da Lúcia (namorada do meu pai)
Festa temática: anos 70 e 80.
No domingo, rolou uma festa em comemoração ao aniversário de uma tia e dois primos do meu marido. Consegui fazer escolhas inteligentes: salada, quase nada de arroz e carne. Só não consegui evitar o bolo de aniversário e um pedaço minúsculo de uma tal de torta real (nozes e chocolate!).

Fiquei tão tão tão arrependida do final de semana que cheguei em casa decidida a mudar! Não gente, não é papo para boi dormir não. Juro.

Comecei hoje mesmo: cheguei do aniversário, coloquei uma roupa leve e fui para a academia do prédio em pleno domingo. Caminhei e corri(!!!) na esteira durante 40 minutos, pulei corda, malhei os braços com pesinhos.

Além de todo o exercício físico, teve também o mental. Fiquei o tempo todo pensando no Natal. Quero chegar nas festas de final de ano com 69kg (10kg a menos de quando comecei o blog). Sei que é uma meta TOTALMENTE possível, pois preciso perder entre 3 e 4kg.

Como vou fazer isso?
- Entrei no Desafio da Vivi porque sou super competitiva, achei a ideia boa e esse tipo de incentivo funciona para mim. (Em breve, eu volto para falar sobre esse desafio.)
- Vou praticar exercícios duas vezes por semana.
- Vou continuar comendo sopa no almoço e na janta.

Sopas da semana: creme de abóbora e legumes (mandioquinha e cenoura).
Frutas disponíveis: maçã, manga e melão.
Os bolinhos de chuva foram feitos para o meu marido.Eu só comi dois!

E você, quer estar pesando quanto no NATAL?
Precisa perder quantos kg para alcançar sua meta?

[...será que alguém sobreviveu a esse texto enorme?]

sexta-feira, outubro 28, 2011

.:ANTES E DURANTE (3):.

No dia 21 de outubro, postei uma montagem em que comparava duas fotos (Antes e Durante do que?). Na primeira foto, eu usava roupas largas e na segunda, estava com uma roupa justinha.

Depois daquele dia, doei as roupas largas e passei a usar roupas mais justinhas.

Sabe qual foi o resultado? O povo reparou que eu emagreci mesmo.

Nas escolas, o pessoal começou a me parar no corredor para dizer:
- Menina, você tá emagrecendo, hein?

Meus irmãos quando vieram jantar conosco também disseram:
- Nossa, como você emagreceu!
- Olha seu braço que fino!

Ontem, na casa da minha sogra, ouvi da minha cunhada:
- Você deve ter emagrecido uns 10kg...

Meu marido também disse:
- Essa blusa te deixou linda...

Na verdade, eu não emagreci nada essa semana, mas como andava usando roupa muito larga, acho que o pessoal não foi reparando o processo todo... Sabe como é?


Segue mais uma montagem na linha do Antes e Durante. Acho que não dá pra ver muita diferença, mas resolvi comparar porque (1) estou com a mesma roupa nas duas fotos e (2) tô numa fase que adoro roupas floridas.
Antes: Dezembro de 2010 com a minha tia avó. Aproximadamente 79kg.
Durante: Outubro de 2011. Aproximadamente 72kg.




quinta-feira, outubro 27, 2011

.:PIZZA E SALADA, SIM SRa:.

Como contei no post anterior, tivemos uma reuniãozinha familiar em casa e pedimos pizza.

Como estavámos apenas em cinco e tínhamos pedido 2 pizza, sobrou muita coisa. Então, hoje não teve jeito: o almoço foi (1 pedaço de) pizza + salada de novo.

Morro de pena de jogar comida fora. Será que isso é mal de Gordinha ou de pessoa mão de vaca econômica demais?

.:PIZZA E SALADA?:.

Ontem rolou uma pequena reunião familiar em casa.

Mesmo quando o assunto é sério, estar entre as pessoas que amamos é tão bom.

Pensei em fazer uma carne desfiada, comprar pães e fazer uma bela salada, porém meu marido falou para apelarmos para algo mais prático (e gostoso): a pizza.

Pedimos duas pizza porque achávamos que minha cunhada Carol e a namorada do meu pai estariam presentes. Mas, na verdade, estávamos em cinco (Edgar, Nick, Papis, Nato e eu).
Foto do dia dos pais: Nick, eu, Papis e Nato.
Faltou o More-more.
Não sei se é contra alguma regra de etiqueta gastronômica, mas preparei uma saladinha para acompanhar a pizza. Eu acho que combina tanto...

Enfim, comi um pedaço de pizza e mais uma porção de alface americana com rúcula, cenoura, beterraba e tomate cereja. Fiquei completamente satisfeita. No entanto, a GULA [ô palavrinha feia] atacou e comi mais meio pedaço de pizza, mesmo sem estar com fome [vergoooonha!].


Você sabe se comer salada com pizza é algum pecado mortal?
(Ou será que pecado mortal é comer mais meio pedaço de pizza sem estar com fome?)

Alguém já fez/faz isso?

quarta-feira, outubro 26, 2011

.:MISS MARMITINHA:.

Antes eu achava que levar marmita era muito chato.

Tinha preguiça de deixar tudo pronto no dia anterior ou de levantar mais cedo para preparar a bolsa térmica. Mas acho que agora incorporei o hábito.

Uma coisa que ajudou nesse sentido foi o planejamento culinário feito todo domingo (ideia do meu marido). Nesse dia, penso nas opções da semana e deixo tudo preparado ou quase (as carnes, por exemplo, deixo temperada e vou fazendo durante a semana).

Como tenho a geladeira cheia de coisas prontas, fica bem mais prático e rápido organizar a marmis.

E vocês, levam comida de casa ou comem fora?

segunda-feira, outubro 24, 2011

.:TENTANDO COMPENSAR, TENTANDO:.

Fui dormir com aquele peso na consciência por causa dos exageiros de sábado e o descontrole do domingo (sim, a gorda-louca que reside em algum lugar entre meu estômago e minha cabeça resolveu dar o ar da graça... Quero morrer de catapora, viu!).

Acordei disposta [um milagre!] e fui trabalhar a pé escutando um som bem alto. Super empolgada. Nenhum contratempo no caminho. Nenhum cachorro me perseguindo. Algo assim delicioso. Fiquei pensando que é uma pena não ter tempo de praticar exercícios. Nunca imaginei que fosse sentir falta disso. Justo eu, a gordinha mor.

Falei que ia mudar minha estratégia para essa semana e de fato mudei. Meu marido conversou comigo sobre tomar sopa, sopa, sopa. Ele disse, e eu concordo, que posso ficar magra, mas e a saúde? Eu preciso comer carne por causa da redução do estômago. Por isso, de hoje em diante, será assim:

Almoço: carne e salada
Jantar: sopa e carne

Hoje, por exemplo, rolou sopa verde, carne moída e salada de rúcula com tomate cereja e manga. Delícia!

Vê se pode, dei para achar legumes e verduras deliciosos.

Que mudança!

domingo, outubro 23, 2011

.:TÃO TÃO DISTANTE:.

Depois daquele "Antes e Depois do que?", me dei conta que usar roupa larga não dá pé.

Por isso, aproveitei o domingo para organizar meu guarda-roupa.

Inicialmente, pensei em doar as peças que me deixam gorda, mas depois percebi de que, se fosse usar esse critério, ficaria completamente sem roupa, afinal eu ainda estou muito acima do peso [nas entrelinhas: todas as roupas demonstram o que realmente acontece: estou gordinha].

Então, o jeito foi separar as que estão em estado crítico [estado crítico: estão largas e/ou não uso a peça há anos]. Separei um saco enorme para doação.

Além das roupas que serão doadas, separei mais 3 calças que virarão shorts e outras duas que vou levar para apertar. [Pois é Bel, ainda não fiz isso, acredita?]

O final de semana foi super bom em vários pontos, menos na alimentação.

No sábado, comi demais. Não sei o que aconteceu, parece que toda a minha determinação em emagrecer foi parar no Reino de Tão Tão Distante.

Para você ter uma ideia, só de café-da-manhã, foram dois: um em casa e outro na saída do exame que fui fazer. Belisquei o dia todo, fiz brigadeiro light [ha-ha-ha e ha, como se fosse possível] e, de quebra, ainda tive um casamento.

Festa com direito a salgadinhos fritos, refrigerante normal e uma dose de wisky [bebo raramente, pena que o raramente foi ontem...]. 
Preciso ser sincera: a última foto foi só uma desculpa para nós atacarmos a mesa de doce.
Comi quatro docinhos, mas a vontade era de comer mais...
Acordei disposta a me recompor. Fui ao sacolão cedinho - em pleno domingo - e fiquei adimirada em ver como o local estava lotado (será que todo mundo acordou setindo-se culpado pelo sábado calórico?).

Comprei coisas para os próximos 15 dias. Sei que vou precisar comprar mais algumas frutas semana que vem, mas legumes e verduras não serão necessários.

Investi alto em opções práticas. Comprei um kit sopa verde (já vem cortado), cenourinhas babies, cenoura e beterrabas descascadas e cortadas, rúcula e alface americana lavada e higienizada e por aí vai.
Hoje fomos almoçar com as nossas tias avós, minha madrinha e um casal de primos. Levei uma saladinha de casa [alface da horta da minha sogra]. Foi ótimo. Comi tão bem! Pena que eu cheguei em casa e encontrei com ele. Com ele, gente, o desgraçado do Brigadeiro.

Mas já está tudo sobre controle [mentiiiira!].

sexta-feira, outubro 21, 2011

.:ANTES E DEPOIS DO QUE?:.

Já faz um tempo que estou enfrentando um problema sério oriundo do meu emagrecimento: a falta de roupa.

Praticamente todas as minhas calças estão largas. Até o meu cinto querido que eu usava para as calças não cairem, eu perdi. E olha que eliminei "apenas" 7kg durante esses 10 meses...

Sim, estou muito feliz com tudo isso, maaaaaaaaaaaas não estava muito afim de (1) apertar minhas calças (não acho que vai ficar bom, porque está largo na cintura e na perna), (2) encarar o shopping e (3) gastar $$.

Sou tão azarada para comprar roupa que sempre que eu tenho dinheiro, não encontro nada. Quando não tenho dinheiro, acho tudo que eu preciso... Acontece com vocês?

Para vocês terem ideia de como a situação está feia, olhem a montagem abaixo:
Essa montagem bem que poderia ser UM ANTES e DEPOIS, mas não é. O intervalo de tempo entre uma e outra é de exatamente UM dia.

O que tem de diferente entre elas é que na primeira foto (tirada na quinta-feira) eu estou usando uma calça larga e uma blusa de moletom mais larga ainda. Na segunda foto (tirada hoje), estou usando a calça que não me servia mais há anos e uma blusa justinha.

Dá pra perceber a diferença?

Eu decidi que vou fazer uma organização no meu armário para ver se encontro mais roupas legais e vou separar as roupas largas e levar na costureira para ver o que ela me sugere...

quinta-feira, outubro 20, 2011

.:ALÉM DO TEMPO E DA DISTÂNCIA:.

Não sei se você tem alguma amiga (o) que convive com você desde os primórdios da sua existência. Mas eu tenho.

Quando tinha apenas 6 meses e falava somente gu-gu-da-da, mudei de Minas Gerais, onde nasci, para São Paulo [ahááááá! você nem imaginava que eu era mineira, hein?].

Assim que chegamos na terra da garoa, conta minha mãe e eu acredito, meus pais compraram um apartamento na Zona Sul de São Paulo.

Foi neste prédio que conheci a Janice. Na época ela tinha apenas 1 aninho e eu 6 meses. 
Quando erámos pequenas, meu avô sempre ficava em dúvida qual das duas era a sua neta...
Ela estava presente no meu aniversário de 2 anos e em tantos outros.

Não tenho a menor ideia de como começamos a ser amigas. Só sei que aos 10 anos, éramos inseparáveis.

Frequentávamos a mesma escola, íamos para a escola com o mesmo ônibus - o tio Marcos -  e quando voltávamos da escola, ainda descíamos para brincar. Estudamos juntas até o terceiro colegial. Seguimos para faculdades diferentes, ela para o Mackenzie e eu para a Universidade de São Paulo. A partir de então, nosso contato diminuiu bastante.

Vinte e oito anos depois daquele primeiro encontro, vejo que a vida nos levou para caminhos diferentes, mas o sentimento de amizade continua o mesmo. Tanto é, que em 2010, convidei-a para ser minha madrinha de casamento ao lado de outro amigo, o Guas.

Há duas semanas, a Janice me ligou e me convidou para ser sua madrinha de casamento. A cerimonia acontecerá no dia 26 de novembro, ou seja, tenho mais um motivo para EMAGRECER e de pressa. Já tenho vestido e sapato, não posso emagrecer muito, mas se eu perder mais um ou dois quilinhos não vai atrapalhar nada, muito pelo contrário, né?

No último casamento que fui madrinha, eu estava uma bolinha. Por isso, PRECISO emagrecer urgentemente.

Eu e meu More-more, padrinhos da Mari e do Fernando em novembro de 2010.


.:DELATORA:.

A balança já andou mostrando +500g (como é fofoqueira, meu Deus!), mas deve ser por conta de uma caixa de bombons Garoto que ganhei de uma aluna na semana passada em homenagem ao dia dos professores. Caixa essa que eu e o Edgar devoramos no final de semana.

Incrível como eu esqueci de comentar isso aqui... Por que será?

Ah! E por falar em presente, ontem ganhei outro. Sorte a minha que não é nada de comer. Que pena! Ganhei uma bonequinha de biscuit super fofinha (nos dois sentidos).
A Beatriz (aluna que me deu o presente) escreveu assim: "Você é especial do jeito que é, sendo gorda, magra, alta ou baixa.". [Ok! Obrigada pelo G-O-R-D-A...]

Considerando que meus alunos sabem que eu travo uma verdadeira guerra contra a balança [ou seria uma guerra comigo mesma?], eu não achei a mensagem ofensiva. Na verdade, achei super bonitinha.

Aliás, a mensagem serve para todas nós que estamos em reeducação alimentar porque não importa a forma que temos, já somos especiais pelo que somos.

E ontem meu marido fez a bondade de me levar para jantar num restaurante japonês. Estava pedindo [implorando, na verdade] para ir a séculos! Acabamos indo jantar com meus primos lá em Campinas. Conclusão: ontem foi tudo muito divertido, mas hoje estou caindo de sono! 
(1) Olha a cara da pessoa de felicidade em ir ao japa.
(2) Adorei o relógio de parede da minha prima.
(3) e (4) Sushis maravilhosos. Ai...  
Continuo mandando ver na sopinha, mas para semana que vem, vou mudar a estratégia. Depois eu conto como e o porquê.

segunda-feira, outubro 17, 2011

.:SE NÃO QUER SABER A VERDADE, FIQUE LONGE DAS CRIANÇAS:.

Lembram-se do presente que nós ganhamos no dia dos professores?

Pois então, a direção da escola resolveu tirar uma xerox de cada caricatura e deixar exposto para os alunos apreciarem. Acharam que seria divertido [ah, tá! essa foi ótima...].

Nem precisa dizer que os alunos AMARAM.

Quando passei pelo mural das caricaturas, vi meus alunos com a maior cara de ponto de interrogação.
- Professora, cadê você?
- A minha está logo ali.
- Não é essa aqui? - pergunta um aluno muito fera em desenho.

Percebi que ele apontava para uma caricatura de uma outra professora BEM gordinha (mesmo!).
- Não, não... - respondo sem jeito - Aqui. Esta sou eu.

Silêncio.

O mesmo aluno que apontou o desenho da outra professora gordinha completa:
- Ah! Te fizeram mais magra...


E graças a ele, vou precisar de terapia. Obrigada, viu queridinho!

.:SOPA, SOPA, SOPA:.

Há mais de cinco meses, participei do Desafio 10 dias Perfeitos. Entre as tarefas do desafio, havia uma que estabelecia comer três porções de legumes/verduras diários. A partir daquele desafio, transformei a tarefa em um hábito.

Hoje não consigo mais comer sem ter algum verdinho no prato. Até meu pedido de pizza mudou; pizza de abobrinha, brócolis, rúcula com tomate seco...

No dia-a-dia, uma maneira prática, rápida e eficiente de comer legumes é através da sopa.

Descobri isso a pouco tempo, quando decidi fazer uma dieta desintoxicante. Passei a comer sopa diariamente, no almoço e na janta. Daí você pergunta:
- Ô menina! Você não enjoa, não?

Não! Porque eu nunca faço a mesma sopa. Cada semana eu vou variando os legumes, os temperos, o modo de preparo.
Na sopa da semana tem: cebola, pimentão, duas batatas pequeninas,
duas cenouras, uma mandioquinha e abobrinha.
Por exemplo, semana passada fiz sopa de abóbora cremosa e sopa de legumes. Faço as duas no mesmo dia (um dia por semana na cozinha). Além disso, sempre que posso acrescento alguma carne a sopa (para dar sustância): frango desfiado, filezinho de carne vermelha magra. Se estiver com muuuuita fome, coloco duas colheres de sopa de arroz integral cozido.

Para que a sopa seja mesma uma boa opção e não uma bomba calórica é importante:
1- Não refogar os legumes. Eu fervo a água primeiro e depois acrescento os legumes picados.
2- Usar apenas UM FILETE de óleo.
3- Evitar usar temperos prontos. Quando eu coloco, uso um light da Maggi. Tem menos sódio.
4- Abusar de temperos naturais, como salsinha, cebolinha, manjericão, zattar.
5- Não acrescentar carnes com gorduras e/ou bacon!

sábado, outubro 15, 2011

.:DIA DOS PROFESSORES:.

Obrigada a todas as meninas que me parabenizaram pelo dia do professor.

Todo ano aproveito a data para reafirmar meu amor pela profissão, apesar de todas as dificuldades [destaque especial ao salário miséria e a desvalorização da carreira docente].

Ontem de manhã celebramos a nossa data com um café-da-manhã reforçado. Aproveitei para comer bastante melão (estava tão docinho) e comi um pedaço minúsculo de pudim.

De tarde, foi muito especial! A direção da escola organizou um almoço italiano, com direito a decoração especial e vinho. Eu não bebi porque tinha reunião com a minha orientadora depois do almoço e não ia pegar bem chegar alegrinha...

Elas contrataram um buffet especial que serviu quatro tipos de massas, frango assado, salada de beterraba com cenoura. A sobremesa, vejam vocês, foi sorvete com FRUTAS.
Dá uma olhadinha na mesa de frutas. Tão linda!
Fui super phynacomi super bem (um conchilone, um canelone, salada e frango, melancia, melão e uma bolinha de sorvete).

Além de um vinho com rótulo personalizado, cada professor ganhou a sua caricatura. Eu sai meio vesga, mas gostei muito do presente.
Ficou parecido?


A semana foi complicada por conta de todos esses festejos, mas acabou MARAVILHOSAMENTE bem.

Fechei a semana com 72kg! Eliminei mais de 1,5kg essa semana. No total foram 7kg desde janeiro. Estou tão feliz!

No próximo post prometo falar mais sobre as sopinhas que eu estou tomando para substituir o almoço e o jantar. Lembrando que não é a Dieta da Sopa (que eu já fiz e quase desmaiei! depois conto de novo a história porque revirei o blog e não achei o post sobre esse acontecimento inusitado). Cada semana é uma sopa diferente. Vou postar umas receitinhas amanhã. Prometo.
  

quinta-feira, outubro 13, 2011

.:FAZENDO AS PAZES COM A BALANÇA:.

Desde que resolvi substituir as refeições do almoço e do jantar por sopa, tenho me sentido mais leve.

Mesmo tendo abusado um pouquinho no final de semana [eu e o more-more viajamos], acho que nem tudo foi perdido.

Hoje cheguei do trabalho determinada a subir na balança, pois notei a diminuição dos meus pneuzinhos laterais.

Sei que esse não é o melhor horário para se pesar, mas não aguentei de curiosidade.

Subi na fanfarrona pedindo uma BOA notícia. Comecei a pensar na Semana da Criança. Lembrei que mandei ver num algodão doce (na verdade, foram dois!), num cachorro-quente, num suco de laranja, num bolo de festa...

Comecei a ficar desesperada. Deu vontade de enfiar a cabeça na privada e dar descarga...

Quando fui olhar a balança, o peso já tinha desaparecido.

Pensei que era melhor saber a verdade de uma vez por todas e me pesei novamente.

Deixei um leve sorriso aparecer em meu rosto quando a maledeta bendita mostrou:


Ou seja, 900g a menos do que a pesagem do dia 11 (apenas 2 dias atrás!). Estou tão feliz.


No entanto, amanhã é véspera do dia dos professores. Ganha uma bala quem adivinhar o que está me preocupando! [Não vou dar bala pra ninguém, pessoal! Vocês estão em R.A.!]

Festinhas, festinhas, festinhas!

Sei que vai ser difícil resistir as tentações, mas agora que eu tenho uma aliada (a balança, quem diria...) preciso fazer de tudo para não decepcioná-la. Certo?

.:FERIADINHO:.

Da última vez que o feriado caiu na quarta-feira, aproveitei para fazer um monte de coisas em casa.

Neste, ao contrário, fomos bater perna (o que eu adoro!). Almoçamos no Shopping (eu, no restaurante chinês e o maridon, no Spolleto). Depois resolvemos provar o yogoberry.
O Edgar pediu o dele com creme de vanilla, gotas de chocolate e paçoca. Eu pedi o meu de manga com pedaços de morango (e como era dia das crianças, ganhei umas jujubas).

Nessa altura do campeonato, já estávamos com a sacola do presente da nossa afilhada.
Diga-se de passagem uma sacola gigante! Inclusive, por conta disso, estávamos segurando os dois juntos, cada um em uma alça.

Só que eu queria comer o tal do yogo. Então, ficava puxando a sacola cada vez que levava a colher a boca. Meu marido se irritou (com razão):
- Dá para largar a colher gordinha? No carro você come!

E olha que eu estava naquela afobação sem ter gostado muito do tal do yogo.

Ô negócio sem graça e caro. Parece sorvete aguado.ro

terça-feira, outubro 11, 2011

.:SEMANA DA CRIANÇA - PARTE I:.

Na semana passada, fiz uma mini dieta de desintoxicação. Estava determinada a continua-la nessa semana, porém, tinha esquecido da semana da criança.

É, a semana é das crianças, maaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaas as professoras também aproveitam um pouquinho [e trabalham um montão].

Segunda-feira, teve cachorro quente e algodão doce na escola que trabalho de manhã. A tarde, teve algodão doce e pipoca.

Hoje teve pipoca e pão com queijo de manhã e cachorro quente e suco de laranja natural a tarde.

Apesar das escapulidas flagradas pelas fotos acima, eu almocei e jantei sopa nos dois dias. Não que isso tenha alguma importância, mas pelo menos dei uma maneirada de leve.

Outra coisa importante, foi que eu FINALMENTE encontrei a bateria para minha balança.

encarei a fanfarrona e a bichinha me deu uma boa e uma má notícia. A má notícia é que eu engordei. A boa notícia é que foi "só" um quilo.

Gordinha é assim mesmo: fica feliz  até em engordar.
[É porque a gente se conhece! Sabe que se fosse em outros tempos, teria engordado muuuuuuuuuuuuuuito mais.]

segunda-feira, outubro 10, 2011

.:MAIS UM CAUSO PARA A LISTA DA GORDINHA:.

Pois é, quando a gente menos espera vem uma pessoa e diz:
- Nossa, essa roupa deixou você menos gorda hoje.

Tento levar na brincadeira:
- Hoje? Só hoje?

Não adianta.
- É. Essa roupa não deixou você tão gorda. Ela ajudou a disfarçar bem.

Fico sem palavras. Uma conhecida que acompanha a conversa tenta me ajudar:
- Eu não acho que é a roupa. Ela tem emagrecido de uns tempos para cá.

Mas não adianta de novo:
- Não, tenho certeza que é a roupa. Quando ela veio com aquele vestidinho [na verdade era uma bata], ela ficou bem gorda.

Agradeço o "elogio" e saio de cena, sem saber se dou risada ou simplesmente começo a chorar.



[Dei risada, claro. Fiquei imaginando duas coisas: o que ela diria se me encontrasse antes de reduzir o estômago e como será que ela própria se vê, afinal, ela é também é gordinha...]

domingo, outubro 09, 2011

.:IMPERFEIÇÃO:.

Sabe aquela história de "Se você pudesse mudar algo em você, o que seria?". Estive pensando nisso. Pensando e escrevendo o texto a seguir.

Depois de pronto, pensei em duas soluções: nascer de novo ou simplesmente gostar de mim como eu sou.

A boa notícia é que eu não tenho a menor tendência suicida. Gosto de mim assim e ponto final.

********
IMPERFEIÇÃO AMBULANTE

Talvez você não saiba e nem queira saber, mas eu vou falar assim mesmo. Afinal, fiquei duas horas escrevendo esse texto...[e sou teimosa ].

1. Gosto de fazer duas coisas ao mesmo tempo.
Ler enquanto como. Escutar música enquanto leio. Fazer arroz, sopa e um bolo. Tomar café lendo alguns blogs.

2. Mudo de ideia rapidamente.
Não tenho problemas em mudar de opinião, basta um bom argumento.

3. Meu senso de humor vem desde pequena.
Mas evoluiu bastante depois que eu conheci o Luis Fernando Veríssimo.

4. Se tenho certeza do que estou dizendo, preciso expor meu ponto de vista.
As vezes, isso é um pouco chato porque eu sempre tenho o que dizer...

5. Não suporto ouvir besteiras e palavras preconceituosas.
Sou intolerante a isso.

6. Sou reclamona.
Quando contrato um serviço ou compro alguma coisa, quero receber exatamente o que pedi. Se algo sai diferente, reclamo mesmo.
Dá uma olhadinha na salada FRESCA do McDonald's.
Detalhe: essa foi a SEGUNDA. Já tinha reclamado uma vez.
7. Quando estou ansiosa, mexo o pé descontroladamente.
Estou fazendo isso agora, inclusive. Por que estou ansiosa? Semana da criança, reunião com a minha orientadora, visitas do blog atrasadas (são muitas, eu sei!), ... Dá pra sentir como vai ser a semana?

8. Sou tão chata, que nunca imaginei que fosse casar.
Ainda mais com uma pessoa tão maravilhosa e paciente como o Edgar.

9. Faço planejamento para tudo!
Planejo minhas aulas. Planejo minha alimentação. Planejo as tarefas da semana. Planejo meu orçamento.Faço cronograma dos meus projetos, da minha monografia.

10. Nunca sigo o planejamento de nada.

11. Sempre tive inveja das mulher que conseguem cruzar as pernas.
Por muitos anos, não fui capaz de fazer isso.
Com as pernas cruzadas, esperando a chamada da dentista.
12. Só consigo dormir balançando o pé e com a orelha coberta (mesmo no verão).

13. Tenho medo de qualquer bicho, inclusive formiga.
Pomba é meu maior ponto fraco. Se alguma chegar perto, eu saio correndo. Já paguei alguns micos por conta disso.

14. Não sigo religião, mas acredito em Deus.

15. Só faço as coisas quando estou com vontade (isso é um problema!) ou quando sou pressionada.

16. Quase sempre faço as coisas porque sou pressionada.
É isso aí, falta vontade! Sobra pressão...

17. Antes de casar, não lavava um copo em casa.
Hoje dou muito mais valor a minha mãe.

18. Acreditei a minha vida toda que eu não tinha sorte, que eu era uma pobre coitada.
Hoje sei como estava cega. Porque a vida me conduziu por um caminho maravilhoso.

19. Às vezes, faço as coisas de qualquer jeito, só para terminar logo.

20. Se eu pudesse, ficaria um bom período do meu dia lendo e escrevendo.
Mas hoje falta tempo até para respirar. Inclusive, preciso ir curtir os poucos minutos finais do domingo ao lado do meu More-more.

sexta-feira, outubro 07, 2011

.:A SEMANA FOI ASSIM ASSIM:.

Naquele fatídico* dia de primavera em que eu fui vestir uma calça jeans e me descobri uma mortadela ambulante, tive a oportunidade de refletir o que quero.

* fatídico
1. Sinistro.
2. Funesto, trágico.
3. Que prediz o futuro.


Decidi apelar para uma dieta de desintoxicação, incentivada por uma dor de dente insuportável.

Aliás, ontem fui a dentista e, acreditem ou não, eu não tenho nada.

O que ela disse foi:
- A biologia não é exata...

[Pausa para reflexão.]


Misteriosamente (como sempre acontece comigo), a dor passou. Melhor assim.

Sobre a dieta da desintoxicação, achei que seria difícil, mas não foi.

Fatores que contribuiram para manter a dieta por uma semana:

- Lembrar das marcas que a calça jeans deixou na minha barriga (é, porque apesar de estar mega apertada, passei o dia com ela para ver se ela laciava)

- Ouvir das pessoas que eu estava mais magra. Comecei a ouvir isso no segundo dia da dieta e depois disso, todos os dias alguém veio me dizer que eu estava mais magra.

- Eu tinha tantaaaaaaaaaaaa coisa para fazer nesta semana que não sobrou tempo para beliscar e comer coisas fora do planejado.

- Eu adoro sopa, então, não considerei nenhum absurdo comê-la no almoço e janta.


O cardápio diário foi mais ou menos assim:

CM: pão integral light (2), requeijão light, presunto magro(1)/ café
L: fruta (mamão, maçã, melão), 1 palitinho de queijo
A: sopa com uma fatia de pão light integral ou arroz integral com cenoura/ fruta/ suco de fruta
L: fruta ou gelatina/ 1 palitinho de queijo
J: sopa/ carne
C: fruta ou copo de leite

O queijinho em palito matou a vontade de
 comer salgados durantes os lanches.


Pretendo comprar uma bateria para a balança e me pesar para descobrir se perdi alguma coisa ou foi só impressão. TOMARA que seja real!

quinta-feira, outubro 06, 2011

.:A AUSÊNCIA QUE DÁ PARA VER:.

Há muitos anos, uma grande amiga recebeu uma mensagem de amor que dizia, entre outras coisas, "notei sua ausência pelos corredores...".
Lembro que ela deu risada e perguntou para mim:
- Como é NOTAR a AUSÊNCIA?

Enfim, não sei se vocês notaram a minha ausência no blog nestes dois dias [a maior de todas até agora] .

Sei muito bem que a maioria das pessoas que param de escrever, desencanam por completo da sua reeducação alimentar. Mas esse não é o meu caso. Só não escrevi mais aqui por PURA FALTA DE TEMPO.

Dá última vez que postei, falei da dieta da desintoxicação e estou levando a sério. Comi sopa praticamente todos os dias, no almoço e na janta. E nem era por causa da dor de dente porque ela já diminuiu bastante e hoje tenho dentista.

Na dieta diz para EVITAR doces, pães, arroz. Isso significa que eu COMI essas coisas, mas em menor quantidade do que faço normalmente. Afinal, minha meta era deixar a alimentação mais leve essa semana com bastante frutas, legumes e líquidos.

Ontem foi o dia mais corrido dos últimos cinquenta anos (e olha que eu só tenho 30!).

Tive reunião de pais de manhã, foto para revista na hora do almoço (por causa de um projeto da escola), ensaio do Teatro a tarde e apresentação do ÚLTIMO TRABALHO DA PÓS-GRADUAÇÃO!

Dá uma olhadinha na cara da pessoa de felicidade em apresentar o ÚLTIMO trabalho! [último uma pinoia! ainda falta a m.o.n.o.g.r.a.f.i.a]
Eu estou a esquerda, com os arregalados e a cara de louca!
As outras meninas são minhas companheiras da pós-graduação.

Eu juro que volto para dar mais detalhes da dieta desintoxicante.

segunda-feira, outubro 03, 2011

.:DESINTOXICAÇÃO JÁ:.

Resolvi juntar o útil ao (des)agradável.

Já que estou com muita dor de dente, dor no corpo (parece ser uma virose) e alguns quilinhos a mais, tomei uma decisão radical.

Durante essa semana, vou fazer uma dieta de desintoxicante. Andei procurando na net e vou seguir essa aqui.

Tomarei sopa no almoço e na janta e evitarei os seguintes alimentos:

Arroz, massas, pães (torradas), doces, açúcar, farinhas, bolachas (principalmente recheadas), balas, bolos, sorvetes. Evite os legumes calóricos (aqueles que dão abaixo da terra como: beterraba, batatas, cenoura e mandioca) e as frutas calóricas (açaí, uva, manga abacate, banana e caqui).

Meu almoço: suco de goiaba light, sopa de legumes, 2 fatias de pão light

Não vai ser fácil, mas é uma questão de pura necessidade.

Lembrando que é uma decisão temporária (só porque a dor de dente tá mesmo INSUPORTÁVEL).

.:COMO ESTRAGAR SEU FINAL DE SEMANA COM APENAS UM REAL:.

Aqui vai uma dica de ouro para quem [não] quer estragar seu final de semana usando apenas UMA moedinha!

Se você está pensando que comprei bala, chocolate ou algo do gênero, está enganado.

Sábado, quando fui buscar um remédio para meu marido na farmácia, tive a brilhante ideia de pagar um real para me pesar numa daquelas máquinas que dão peso + altura + IMC.

Ficaria mais aliviada se ela tivesse cuspido um papelzinho escrito: "UMA PESSOA DE CADA VEZ, POR FAVOR."

Mas o que ela disse foi pior:


É DESESPERADOR, considerando que eu estava com 72,8kg antes da bateria da balança acabar.

Tudo bem que eu estava de calça jeans, tênis, camiseta, etc [claro! não ia me pesar pelada na farmácia...]. Mas nada justifica ter retrocedido tanto!

Preciso bolar um plano para retomar as rédeas do meu emagrecimento.

Não nadei tanto para morrer na praia, né?

domingo, outubro 02, 2011

.:DÓI TUDO:.

Faz tempo que eu não durmo tão mal.

Na sexta-feira, tive aquele piriri pós overdose de queijos e doces, lembram-se?

Pois ontem, foi justamente o contrário. Não consegui ir ao banheiro e, por isso, fiquei com uma terrível dor abdominal.

Além dela, ainda estou com uma sensibilidade absurda em um dos meus dentes.

Quando tomo algo frio, dói.
Quando tomo algo quente, dói.
Quando mastigo algo duro, dói também!
[Dente é aquele trem que você só lembra que tem, quando dói!]

Pior é que é uma dor insuportável! Dá vontade de gritar, socar a mesa, arrancar o dente com a mão. Segunda-feira vou ligar na dentista.

Agora, pergunta, se mesmo com toda essa sensibilidade, eu perdi o apetite, pergunta!
Claro que não!

Acordei hoje bem cedo (7h) com muita dor no corpo. Parecia que eu tinha passado o dia anterior no Hopi Hare, sabe? Tentei lembrar se tinha feito algum esforço físico no dia anterior, mas não tinha...

Não sei o que está acontecendo comigo. Deveria estar ajudando meu marido a se recuperar da cirurgia que ele fez, no entanto, não tenho forças nem para levantar da cama... Dói tudo!